Tendência do momento: 4 tipos de amarrações para diferenciar o seu visual de beachwear

Moda

As amarrações são detalhes que adicionam personalidade, sensualidade e estilo às suas produções. Prometendo continuar em alta para as próximas temporadas, com uma rica presença durante as semanas de moda, essa trend também chegou ao beachwear e o resortwear.

Para criar um roteiro completo para implementar a tendência, convidamos Michelle Coleto, fundadora e diretora criativa da grife La Sirène e presidente da ABEST, para nos dar as melhores dicas e como aplicá-las para diferenciar e elevar as suas produções para a temporada. Confira abaixo:

Biquini:

Ao falar de moda praia, a primeira peça que vem na cabeça das pessoas é o biquini. Principalmente a parte de cima, que te permite inovar bastante. Minha dica é apostaro item sem alça com uma amarração central, entre os seios. Para a combinação perfeita, procure por uma parte de baixo que tenha amarrações laterais, para garantir uma produção bem delicada e feminina.

Body:

Uma peça extremamente versátil, o body pode ser a estrela do seu look ou apenas um componente dele. Facilmente utilizável, a peça com amarrações pode transitar desde um dia à beira d’água até uma night out com as amigas – basta fazer o styling certo e selecionar outras peças complementares.

Vestido:

Uma peça clássica para amarrações é, sem dúvidas, o vestido! A peça permite que a criatividade corra livre para criar diversos tipos de amarrações, agregando informação de moda e sensualidade para o seu visual. Uma série de amarrações da barriga até a perna adicionam um toque de sensualidade e frescor para o seu look. Já as amarrações no pescoço, especialmente as que se cruzam, garantem uma produção diferenciada e easy chic.

Macacão:

Outra peça que está super em alta e que conquistou o coração das fashionistas é o macacão! Uma peça versátil e com um toque de girl power, o item com amarração é um grande i, sobre os red e eu suntse quente dires com pores se seu verdadeiro eu e trazer personalidade para a sua composição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *