Carol Celico é a convidada da semana e fala sobre sua vida e marca NIINI

Destaques Entrevista

Ativista, empresaria, cantora e influenciadora são alguns dos adjetivos que podemos citar da nossa entrevistada da semana, que viu a necessidade do em mercado ter roupas plurais nos guarda-roupa dos jovens. Nascida em São Paulo já morou em várias partes do mundo, entre suas inspirações está Oprah, Victoria Beckham e sua mãe Rosângela Lyra, que foi presidente da Dior no Brasil. A convidada da semana é a mãe do Luca e Isabella, Carol Celico.

A empresária nos atendeu diretamente de seu escritório ao lado da Bia Parente, diretora de estilo, da NIINI a marca de Carol criada para o público plural. Presidente da fundação “Amor Horizontal” falou sobre seu projeto, espiritualidade, sua opinião sobre o marketing nas redes sociais, sua vida online, maternidade, hobby e sua marca.

Também conhecida como Caroline, a convidada nos contou sobre sua relação com Deus, “eu via que as pessoas sempre queriam coloca-lo em regras, queriam coloca-lo em rótolos, queriam coloca-lo em lugares fechados. Essa liberdade que tenho hoje muito aberta, representa muito o que ele é para mim. No sentido que ele é muito grande, muito além“.

Fundadora, presidente e voluntaria da Fundação Amor Horizontal, Carol falou sobre esse projeto que oferece apoio e cuidados na infância e juventude para mais de 41 mil crianças em mais de 90 projetos. “A fundação veio para que pessoas pudessem experimentar essa troca[amor], dando, porque automaticamente você recebe[amor].” diz Carol, termina lembrando uma frase de seu professor de yoga, “A doação é como se fosse o auge do egoismo positivo, porque você se sente tão bem que você quer dar para o outro para se sentir“.

Sobre o que pode se tornar obsoleto futuramente no marketing, para Carol o briefing e publipost tendem a diminuir, “Acho que esse formato de publipost cada vez mais as empresas vão entendendo que não é natural, e quanto mais contato a pessoa que está divulgado tiver com o dono ou dona da marca, entende o que está por trás daquilo tudo, mais natural e mais verdadeiro é“. A diretora de estilo, Bia Parente, também concorda com esse pensamento e acrescenta que, “o quanto mais verdadeiro e mais real, a marca vai para o boca boca e para o desejo das pessoas.

Carol mantêm reservada a sua vida pessoal e faz de suas redes uma forma de inspirar e levar proposito aos seus seguidores, “Eu levo muito a minha voz como influenciadora, filantropa, empresaria, levo muito assim: eu preciso inspirar alguém, eu preciso trazer proposito na vida de alguém. Que minha voz seja de trazer o melhor daquela pessoa que tá ali, me vendo, ouvindo. Então evito contar as coisas que aconteceram de ruins“. Caroline ainda brinca que irá trazer algumas histórias para seus seguidores sem citar nomes.

Para finalizar Carol falou da NIINI sua marca plural, que quer trazer vários estilos: “é uma marca jovem, uma marca descolada, uma marca que traz essa pluralidade e que o mais importante é que a gente está trazendo uma inovação na numeração“. A NIINI veste do 32 ao 44/XGG.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.