Maquiadora fatura R$ 15.000, 00 por mês e dá dicas para quem deseja iniciar no mercado da beleza

Sem categoria

A maquiadora Fádia Jebai fala sobre a crescente no segmento

Nos últimos anos, o ramo da beleza vem se expandindo gradativamente. Com a inserção de conteúdos voltados para a área na internet, não é surpresa o aumento de cursos e workshops, especialmente os direcionados à maquiagem.
Fádia Jebai, que é criadora do Make It Brazil e do site “Especialistas da Beleza” conta como a expansão foi favorável ao mercado brasileiro:
“Com o avanço, muitas marcas nacionais entraram em cena, com produtos de qualidade e muito mais em conta do que os importados”.
Ela, que também é maquiadora, fala que quando iniciou sua carreira, o preço de maquiagens e pinceis não eram tão acessíveis, graças à baixa procura de produtos nacionais.
“Quando eu comecei, só existiam produtos bons que eram importados. Uma paleta custava 300 reais. Com a entrada das marcas brasileiras no mercado, hoje é possível comprar uma boa paleta e uma boa base por 80 reais, em média. É bem mais fácil entrar no mercado da beleza hoje em dia como maquiador”, explica.


Jebai adianta, porém, que é necessário investir na prática, para se obter bons resultados:
“Invista em um curso profissionalizante que seja do básico ao avançado, de preferência presencial, para que seus treinos sejam supervisionados e para que possa esclarecer todas as suas dúvidas. Maquiagem, assim como qualquer outra profissão, exige muito treino. Pratique diariamente e exercite suas habilidades, pois assim sua precisão aumentará”.
A participação em eventos do ramo, segundo Fádia, além de ajudarem no aprendizado de novas técnicas, é um fator positivo para o networking.
“Uma vez ao ano, no mínimo, é importante participar de eventos ou workshops. Faça uma reciclagem para acompanhar as tendências e lançamentos de produtos. De quebra ainda se conquista novas amizades com outros profissionais, o que é muito importante na carreira”, frisa.
Ela conta que no começo da carreira, seu faturamento mensal girava em torno de 4000 reais, cobrando 100 reais por cada maquiagem. Atualmente, o valor já quadriplicou, por conta de seus estudos e aprofundamento em técnicas específicas, mesmo trabalhando somente aos fins de semana.
“É fundamental buscar seu estilo. Não adianta, por exemplo, querer aprender maquiagem artística se a sua preferência é por maquiagem beauty. Por isso, é indicado ter até três profissionais como referência.
O investimento em produtos de qualidade e na produção de conteúdo para redes sociais também deve ser bem feito:
“No mercado, o que não falta são boas marcas com preços acessíveis. Além disso, invista seu tempo em produção para publicar nas redes sociais. Atualize com frequência, produza conteúdos em vídeos que mostrem os seus trabalhos ou tutoriais, para que, assim, você possa construir a sua comunidade e se torne uma referência, tendo um público fiel de seguidoras”, pontua.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.