Empresas do segundo setor apostam no atendimento humanizado como um diferencial

Business Carros

63% das pessoas pesquisadas prezam por um atendimento humano e com constância, afima estudo

De acordo com a pesquisa “Atendimento ao Cliente 2022” da Hibou, 67,1% dos entrevistados evitariam fazer negócios com uma marca que possui funcionários com um comportamento rude ou grosseiro.

Ainda de acordo com o estudo, mais de 63% dos pesquisados prezam por um atendimento humano e com constância, ou seja, a venda e o pós-venda são elementos essenciais para a manutenção da relação entre empresa e cliente.

Em meio à crescente digitalização em todos os setores, a busca por um atendimento humanizado emerge como um diferencial competitivo crucial para diversas marcas. A tecnologia é uma grande aliada para empresas que possuem um alto volume de contato com os seus clientes.

Contudo, de acordo com a LivePerson, 84% dos consumidores tiveram dificuldades ao relatar o seu problema para um chatbot de atendimento. A AUDI Fortaleza, por exemplo, é especialista em atendimento humanizado, tendo o pós-venda como um dos passos fundamentais para uma experiência do cliente satisfatória.

Consumidora de Fortaleza relata que prefere um atendimento “olho no olho” para compras que sejam de um valor considerável. “Ao realizar compras mais simples, quero uma experiência rápida, sem precisar nem de atendimento de vendedor. Comprar em sites é até mais simples. Mas, quando preciso comprar um carro ou mesmo uma viagem, acho que o atendimento humanizado é indispensável. Principalmente se ele promover acolhimento, me deixando confortável com a decisão, tirando dúvidas, etc”, afirma Socorro de Macêdo, funcionária pública.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *