BRASIL NO TOPO DO IF DESIGN AWARDS

Adega Cacho, da Choque Design para a Móveis James, é o único brasileiro a receber o iF Gold nesta edição do prêmio

Adega Cacho, da Choque Design para a Móveis James, é o único brasileiro a receber o iF Gold nesta edição do prêmio

“Uma prateleira de vinhos modular montada na parede que pode facilmente ser confundida com uma obra de arte”, “casamento ideal entre o funcional e o estético”, com um “design fabuloso”. Essas foram algumas das expressões utilizadas pelo júri do iF Design Award em seu parecer sobre a adega Cacho, criação do escritório brasiliense Choque Design para a catarinense Móveis James.

E a conquista vai além: não apenas eles se destacaram entre quase 10 mil inscritos, mas foram os únicos brasileiros reconhecidos com o iF Gold nesta edição do prêmio (honraria concedida a apenas 75 produtos dentre os 1.744 premiados). Vale destacar que o iF Design Award, conhecido popularmente como o “Oscar” do design, é uma das mais importantes e respeitadas premiações da área e conhecida pelo seu rigor na análise dos produtos.

As curvas do cacho de uva e a expressividade e a subjetividade das esculturas de metal do neoconcretismo reverberam na adega Cacho, um objeto de parede ao mesmo tempo funcional e decorativo. Vale notar que, embora pensado para proteger as garrafas e conservar os vinhos, o acessório está completo mesmo vazio, pois neste momento assume ares de escultura.

“A ideia sempre foi aproveitar os espaços verticais da casa, locais considerados sem uso, como colunas, pilares, paredes e cantos estreitos”, conta o designer Dimitri Lociks, sócio da Choque Design ao lado de Marília Turíbio e Simone Turíbio.

Com uma solução formal inovadora, a adega foi pensada de maneira modular, podendo ser usada isoladamente ou em conjunto. Cada módulo é composto por um único elemento (chapa de aço em forma de “J”), que se repete diversas vezes e é unido por solda para formar um conjunto vertical. Há duas opções de tamanho, para 6 ou 11 garrafas, e acabamento nas cores preta ou dourada.

A simplicidade do desenho e o uso de pouquíssimos materiais – além das chapas de aço, há pequenas tiras de feltro que recebem as garrafas no interior de cada célula – resultam numa produção rápida e de baixo custo, tornando o produto acessível e sustentável, tendo em vista que toda a adega pode ser facilmente reciclada ao final do seu ciclo de vida.

Outro fator que democratiza o uso é a instalação descomplicada, que dispensa mão-de-obra especializada: cada módulo é fixado na parede por quatro ou seis parafusos (conforme o modelo) e depois basta encaixá-lo, como se fosse um quadro.

O aspecto modular da adega Cacho a torna extremamente versátil, propiciando sua montagem ser em espaços absolutamente diversos, seja em tamanho, seja em natureza: de uma coluna estreita até uma longa parede; de pequenos apartamentos até grandes restaurantes. Outro ponto positivo da modularidade é a capacidade de o produto poder ser adaptado conforme o momento de vida do usuário – é possível agregar novos módulos à medida que a coleção de vinhos for se ampliando, por exemplo.

Além das vantagens em relação ao aproveitamento do espaço onde é instalada, vale destacar duas características funcionais da Cacho quanto ao seu uso como adega: os vinhos são armazenados na horizontal (o que mantém a rolha úmida e ajuda a conservar melhor a bebida) e com parte dos rótulos à vista (o que torna sua identificação mais fácil do que nas adegas tradicionais, em que normalmente os rótulos ficam ocultos pelas outras garrafas).  

Lançada no mercado brasileiro no início de 2020, a Cacho teve seu primeiro protótipo criado em 2018, quando a Choque assinou o Espaço Gourmet da Casa Cor Brasília. Na ocasião, buscaram uma adega no mercado, mas não encontraram um produto adequado para a proposta do ambiente, “mais modernista e elegante, com uma pegada anos 1960”. Decidiram, então, desenhar o acessório – que já partia da ideia do “cacho” modular, mas era fixado no teto. Em 2019, ainda como protótipo, mas já com uma versão de parede e outra de teto, a Cacho foi finalista no Prêmio Design do Museu da Casa Brasileira. A partir daí, os designers levaram o projeto à Móveis James, indústria com a qual já mantinham uma relação de parceria, para desenvolver o produto final. “Nosso foco é o projeto, gostamos muito de trabalhar com a indústria em uma relação simbiótica, na qual todos crescem juntos”, revela Lociks.

A inscrição da adega Cacho no iF Design Award foi feita por intermédio do Projeto Brazilian Furniture – uma iniciativa da Abimóvel (Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário) e da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) que busca incrementar a competitividade da indústria brasileira no mercado internacional por meio de ações estratégicas.

“Estamos extremamente felizes e honrados em ter alcançado medalha de ouro nessa que, para nós, é a premiação máxima do design. Esperamos que, com esse reconhecimento, as indústrias brasileiras percebam que quando elas apostam no design é possível chegar a resultados excepcionais,” afirma Lociks.

Sobre a Choque Design

Localizado em Brasília (DF), Choque é um jovem e premiado estúdio criativo que acredita não haver fronteiras entre arquitetura, design e gestão estratégica. A integração dessas três áreas é a aposta para resultados inovadores em qualquer modelo de negócio. Formada por uma equipe multidisciplinar liderada pelos sócios Dimitri Lociks, Marília Turíbio e Simone Turíbio, a Choque investe dedicação e muita criatividade em projetos 360 graus, que envolvem marcas, embalagens, produtos, arquitetura comercial, treinamentos e gestão estratégica, em soluções completas de design.

Sobre a Móveis James

Há 48 anos no mercado, a Móveis James possui uma estrutura de 16 mil m² de área construída em São Bento do Sul (SC), onde produz móveis para o mercado nacional e internacional, atuando em países como Estados Unidos, Europa, África e América do Sul. A indústria se destaca no setor moveleiro com produtos de alto padrão para salas de estar, salas de jantar, complementos e mobiliário corporativo com projetos exclusivos; seu ponto forte são os móveis elaborados com madeira maciça e materiais diferenciados (como palhas, cobre, couro, etc) que seguem as principais tendências do setor.

Sobre o iF DESIGN AWARD

Realizado anualmente, o iF Design Award identifica design de destaque, sua relevância para os negócios e a vida cotidiana e outorga aos premiados um dos mais importantes avais de qualidade do mundo. Concedido na Alemanha desde 1953, o selo iF é um sinal confiável de bom design para os consumidores e também para a comunidade de design.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.