Cleo se depara com uma versão paralela de si mesma no clipe de “Mente Pra Mim”

Música

No vídeo, a cantora mergulha em uma jornada de autodescoberta e questiona o controle que exercemos ou pensamos exercer sobre nossas vidas

No lançamento desta semana, o público acompanha Cleo em uma balada ao som da dançante “Mente Pra Mim”, faixa do álbum “DARK POP” O vídeo começa sob as luzes piscantes de uma boate, mas essa não é uma festa comum. No cenário, a cantora nos leva em uma jornada profunda de autodescoberta e revelação. A saga do clipe destaca o entendimento das várias camadas de um jogo. À medida que a narrativa acontece, Cleo percebe que e uma peça dentro de um jogo maior, onde manipulam suas experiências e decisões. A figura masculina que é revelada em “Vício” – vídeo lançado na última semana – se faz presente mais uma vez e parece se divertir com as reações de Cleo.

Enquanto atravessa o mar de gente, a artista busca compreender o que é realidade e o que é ilusão, questionando assim a autenticidade das experiências e das pessoas ao seu redor.

O clipe é uma metáfora poderosa para a busca constante por verdade em um mundo repleto de aparências e enganos. A reviravolta ocorre quando Cleo se depara com uma versão paralela de si mesma materializada à sua frente. Esse momento simboliza uma revelação sobre dualidade, identidade e o controle que exercemos, ou que pensamos exercer, sobre nossas vidas. A direção geral é de Arthur Moric e direção criativa de Felipe Ribeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *