“EM 2020 TIVEMOS O GRANDE DESAFIO DE MANTER A RODA GIRANDO”

A entrevista a seguir foi concedida à nossa equipe por Pedro Tourinho, um dos fundadores da MAP, representando a equipe de sócios-diretores junto a Amanda Gomes e Marina Morena

Jornalista:  Larissa Barreto / Fotos: João Arraes

“A gente trabalha sempre com a verdade, com a transparência. Qualquer ação ou feedback que as pessoas trazem nas redes são tratados de forma muito pragmática para uma transformação, levando a sério o que acontece. Foi algo natural, lidamos com isso há muito tempo e desde sempre”.

Durante a entrevista com Pedro Tourinho, um dos pés do tripé que é a MAP – uma palavra pareceu ter presença constante em tudo que o trio faz: verdade. Em tempos nos quais podemos construir o personagem que quisermos para a sociedade na internet, ser responsável por cuidar da imagem social de marcas, artistas e eventos é algo que somente pessoas com bastante experiência, expertise e consciência são capazes de realizar com maestria.

O tal chamado ‘feeling’ parece fazer parte da competência dos três sócios-diretores, cada um em sua particularidade dentro da empresa, que é especializada em estabelecer negócios e relações entre marcas, artistas e personalidades do entretenimento. Atualmente, fazem parte da cartela de clientes da MAP nomes como Anitta, Thaila Ayala, Alice Wegmann, Regina Casé, Astrid Fontenelle, Gominho, Gabriela Pugliesi, Fernanda Paes Leme, Silva, entre outros. A boa relação com artistas e personalidades, destreza na solução de problemas e agilidade na entrega de orçamento são alguns dos diferenciais oferecidos pela agência.

Essa união que ultrapassa as barreiras das relações profissionais parece ser o segredo do equilíbrio perfeito entre Amanda, Marina e Pedro que, há quatro anos, resolveram ceder às aparentes ‘forças do universo’ em prol da sintonia no propósito pessoal e profissional dos três. “A Marina é minha irmã ‘da vida inteira’ e a Amanda também, as conheço há muitos anos. […] foi o match perfeito de combinação de talento dos três. Então, as coisas começaram a acelerar, se tornando um sucesso.”, afirmou Pedro.

Dizem por aí que “o nome é uma sentença” e no caso da MAP, a sentença é anunciada na união da primeira letra do nome dessas três mentes. Em nosso bate-papo com Pedro, essa mesma sentença é posta à prova de forma nítida em cada resposta; ao representar a MAP, é possível sentir o espírito não somente de Marina, Amanda e Pedro mas também de todo o time que faz empresa inspiradora ser o sucesso que se é.  Afinal, a diversidade é um dos pilares principais dentro dos valores da agência.

Desafios, aprendizados, história: confira na entrevista completa a seguir como a junção da intenção desses três gênios da comunicação, relações públicas, marketing e empreendedorismo trouxe ao Brasil uma nova forma de gerir a imagem dentro – e fora – do digital.

***

INVOGA – Como surgiu a ideia de vocês tornarem-se sócios, unindo os talentos e competências de cada um, para criar a MAP?

MAP:  Eu tinha minha empresa no Rio há cerca de dois anos, a ‘No Plan B’ que tinha foco em direcionamento de carreira artística e desenvolvimento de negócios. A Marina é minha irmã ‘da vida inteira’, e a Amanda também, as conheço há muitos anos. A Amanda sempre comentava de fazermos algo juntos e eu era um pouco resistente porque queria primeiramente firmar meu caminho no meio (como Marina e Amanda já vinham fazendo) e foi o que aconteceu: dois anos depois, abrimos a MAP. E foi o match perfeito de combinação de talento dos três. Então, as coisas começaram a acelerar, se tornando um sucesso. (A MAP já está no mercado há quatro anos e é líder em gestão de talentos).

 

INVOGA – Como é a dinâmica de trabalho entre vocês e a equipe? Podem dar dicas do que consideram boa liderança de um time?

MAP: A Amanda é a grande liderança operacional da empresa, no dia a dia. Nossos funcionários trabalham conosco há bastante tempo, então é uma equipe que construiu nossa história junto conosco. Quase todos os funcionários têm remuneração variável, baseada em resultados o que facilita muito e faz com que todos se sintam parte da empresa. Cada um trabalha com sua expertise, mas não necessariamente sem deixar o trabalho do outro de lado. Todos estão sempre juntos e é uma grande cooperação, focando nos melhores resultados.

Quanto à questão da liderança; acredito que hoje em dia, um líder tem que ter essa capacidade de conduzir as pessoas na direção da prosperidade, do bem e do desenvolvimento pessoal com muita transparência e de uma forma menos hierárquica, sabe?

 

INVOGA – Os aprendizados são maiores quando se trabalha em equipe, ou melhor, em sociedade? Como lidam com as diferenças entre vocês?

MAP: Com certeza, sim. Somos adultos, se as questões e dificuldades aparecem, nós tratamos como tais.

 

INVOGA – Quais foram os maiores desafios e aprendizados em 2020 no marketing de influência e produção de conteúdo com marcas?

MAP: Em 2020 tivemos o grande desafio de manter a roda girando. Encontrar novas fontes de parcerias, receitas e negócios em um ambiente desconhecido e incerto enquanto também foi preciso manter a motivação das pessoas somada à sensação de que tudo iria passar e ficar bem. Foi necessário nos prepararmos para o que viria pela frente.

 

INVOGA – Neste ano, vimos cenários mudando rapidamente e ‘cancelamentos’ (levar um famoso ao ostracismo virtual) acontecendo todos os dias nas redes sociais. Como a MAP encarou o desafio de reposicionamento de imagem de seus clientes quando foi preciso?

MAP: A gente trabalha sempre com a verdade, com a transparência. Qualquer ação ou feedback que as pessoas trazem nas redes são tratados de forma muito pragmática para uma transformação, levando a sério o que acontece. Foi algo natural, lidamos com isso há muito tempo e desde sempre.

 

INVOGA – E o futuro da influência digital? Qual a perspectiva para o setor que registrou um aumento de 4,12% em postagens publicitárias neste ano? 

MAP: Estimamos que cresça ainda mais, os grandes influenciadores e gestores tendem a criar conteúdo de uma forma cada vez melhor, de uma forma coletiva. Então, vejo um futuro com otimismo por conta da maior agilidade que os criadores de conteúdo tem relação às corporações para criar e se adaptar a uma nova realidade. É um cenário muito propício pra quem trabalha com criatividade.

 

INVOGA – Quais reflexões vocês deixam a quem está ingressando ou quer ingressar nesse mercado? Quais cuidados devem ser tomados?

MAP: É preciso levar a sério o que se faz. Procurar desenvolver sua personalidade e conteúdo original, trabalhando com a verdade sempre. Criar coisas novas, empreender. O espírito empreendedor é super importante para o influenciador porque os caminhos estão todos ainda para serem abertos e desenvolver novos formatos, modelos e histórias.

 

INVOGA – A MAP traz a diversidade em seu DNA e apresenta ao Brasil e ao mundo artistas que rompem barreiras e quebram padrões.  Qual a importância disso para o mercado brasileiro? 

MAP: Quem não trabalha com diversidade não é competitivo no mundo de hoje. Fora todas as questões óbvias e sociais que você deve entender quanto a importância da diversidade em uma empresa. Mas falando como empreendedor; é uma miopia muito grande não achar que isso é importante como um negócio também. No sentido de que trabalhar com pessoas diferentes, quaisquer que sejam, enriquece toda uma rede de contatos e relacionamentos…  Principalmente o desenvolvimento humano, pessoal de cada um, assim como o desenvolvimento de mercado. Então, isso já deveria ser uma questão resolvida em todos os aspectos.

 

INVOGA – Vocês enxergam alguma tendência para 2021 no aspecto prático da execução de ações nas marcas e artistas? O mercado ficará cada vez mais exigente?

MAP: Acho que trabalhar com a verdade, investir em produção de conteúdo de qualidade independente das ondas de algoritmo e buscar seu espaço produzindo coisas mais relevantes vai ter cada vez mais espaço.

 

INVOGA –  Quais sonhos vocês compartilham em relação ao futuro da MAP? Observam alguma tendência para o ano que vem?

MAP: Nós queremos colher o que estamos plantando nesses últimos anos que é o investimento em novos players nos mercados de entretenimento, artísticos, coletivos, plataformas. Ampliar esse diálogo de forma coletiva, sabe?

 

***

ADENDO: PEDRO TOURINHO

 

INVOGA –Recentemente, junto à FlagCX, você adquiriu a operação do Buzzfeed Brasil. Conta pra gente um pouco dessa união de criatividade com uma plataforma que é mega inovadora?

PT: O Buzzfeed é uma das marcas mais queridas no mundo e no Brasil. Ele inventou uma forma de escrita e produção de conteúdo dos millenials – que cresceram, não têm mais 12 anos. Então o Buzzfeed foi uma forma de entrar mais forte nas plataformas de redes sociais.

 

INVOGA – Baseando-se em seu livro: “Eu, eu mesmo e minha selfie: Como cuidar da sua imagem no sec. XXI”, qual você diria que é a melhor forma de cuidar da sua imagem atualmente?

PT: Não engane e nem se engane. Produza seu conteúdo trabalhando com a verdade.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.