“O QUE FAZ A DIFERENÇA SÃO AS PESSOAS”

Aos 51 anos, Caito Maia mostra que sua trajetória de sucesso no mundo business ainda tem muita história para contar. O selfmade man conversou com nossa equipe sobre empreendedorismo, inspiração e tudo que envolve cada ação sua: amor e verdade. | Por: Larissa Barreto

Caito Maia sempre foi um homem de visão. Ironia do destino ou não, ele enxergou muito além quando decidiu deixar de lado o sonho de virar músico para começar a vender óculos. Décadas depois, as 1mil lojas da Chill Beans comprovam: ele sua visão não era turva. Conhecido como um dos mais consagrados selfmade man do nosso país, ele revolucionou não só a experiência de compra e venda de óculos mas também, ensinou que um empreendedor bem sucedido tem o dever de devolver para o mundo tudo que aprendeu na trajetória de altos e baixos que qualquer pessoa que esteja disposta a se arriscar e começar seu negócio irá viver. ” Acredito que quando exercitamos a prática e não somos um “empreendedor de palco” e sim alguém que divide suas experiências da prática do dia a dia,  sinto que posso me aproximar e ajudar no negócio.” Foi possível conhecer mais dessa mente criativa e inspiradora de Caito no programa ‘Shark Tank Brasil’, que com seu carisma, personalidade forte e autenticidade, esteve somando no grupo de jurados para ‘contratar’ e ajudar novos empreendedores e seus negócios. E agora, em um mundo que busca se readaptar a um novo formato oriundo da pandemia, ele estreia o programa ‘Sócio por um dia’, mais uma vez voltado a dar dicas e insights imperdíveis para quem quer alavancar o sonho da sua empresa. Confira abaixo a entrevista completa num bate-papo que tivemos com esse cara que transformou sua vida e hoje, intenciona ajudar outras pessoas a galgar esse caminho.

#PersonaCaitoMaia

INVOGA: – Você é um artista empreendedor. Com o sangue de músico correndo nas suas veias, como foi a primeira manifestação do espirito empreendedor na sua vida? Quando deixou a música para revender óculos americanos no Brasil?

Caito: O meu sonho sempre foi ser músico. Esse era o meu prazer. Mas em um determinado momento, eu percebi que eu tinha um outro caminho que Deus estava me mostrando: era vender óculos. E hoje o meu prazer, o meu tesão é tudo que eu faço na gestão da Chilli Beans. Mas a música ficou, não teve como. A música está totalmente no dia a dia e lifestyle da Chilli, por isso eu acho que ela tem a personalidade diferente. Por isso a arte, a música… todo mundo que trabalha na marca tem uma personalidade maior e mais forte… o que traz o diferencial da marca.

 

INVOGA – De todos os desafios e vitórias da sua trajetória, se tivesse a oportunidade de reecontrar o Caito do início de sua carreira, o que diria para ele NÃO FAZER?

Caito: Nada do que aconteceu na minha vida quanto à derrapadas e erros eu gostaria que mudasse porque são os aprendizados que me trouxeram até aqui. Então a única coisa que eu diria pro Caito, seria: “continue acreditando nas pessoas.”

 

INVOGA – O que as pessoas que desejam começar a empreender precisam ter em mente?

Caito: Pra mim uma das coisas mais importantes que uma pessoa que está começando um negócio precisa saber é: achar algo que ela ama, que ela defende. Isso faz toda a diferença pra um negócio: a verdade e o amor. E óbvio, fazer um ‘calculo’ para saber se o negocio ‘para de pé’ e ter uma personalidade. Mas o mais importante de tudo é: ter uma marca e desde o inicio fortalecer essa marca.

 

INVOGA – Quais as habilidades que um bom vendedor precisa ter entre o produto e o cliente? Quais dicas de venda você daria?

Caito: O vendedor precisa ter conhecimento sobre o que ele está fazendo. Ele precisa ter verdade, uma relação muito séria com o produto. Costumamos ver muitos vendedores que não entendem nada do produto porque não ama o produto e ele só se interessa em vender. Portanto, quando se tem honestidade e conhecimento quanto o produto, se faz toda a diferença.

 

INVOGA – Observando o cenário atual e as novas tecnologias, se você fosse apostar em um novo negócio, apostaria em qual segmento?

Caito: Eu continuo vendo muitas oportunidades de varejo físico, sabe? Claro, sempre com omnichannel, com o online. Vejo muita oportunidade de atendimento, de produto e experiencia com o consumidor.

INVOGA Você transformou a marca em um período complicado para a economia mundial (a pandemia) em oportunidade de negócio. Como você executou isso com tanta agilidade?

Caito: A pergunta já transmitiu no que focamos em fazer: na agilidade. Criamos um plano de forma muito rápida enquanto muitos estavam sem plano algum e isso fez toda a diferença. Outro diferencial foi trazer novas tecnologias para o e-commerce da Chilli Beans que alavancou cerca de 600%, 700% nas vendas online. Outra coisa muita interessante também foi quando percebemos a oportunidade de vendas de óculos de grau, quando as vendas triplicaram. E aí, refizemos os ‘mixes’ de óculos de grau no Brasil inteiro e lançamos uma campanha em rede nacional com a Isis Valverde que resultou num sucesso incrível!

 

INVOGA – Durante tantos anos à frente da Chilli Beans, você teve que tomar muitas decisões. Em toda sua trajetória, quais foram as decisões mais difíceis?

Caito: Acho que uma das decisões mais difíceis foi quando vendi 29% da empresa para o Gávea, foi uma decisão bem difícil. Na verdade, a mais difícil. Não me arrependo, foi um super negócio, maravilhoso. Agora, inclusive, recompramos esse valor mas acredito que foi uma das decisões mais difíceis que tomei.

 

INVOGA – Sobre persistência, atitude e coragem na hora de empreender: diante de momentos difíceis, quais as ferramentas que você usa para manter o foco e motivar seu time?

Caito: Pra mim, o foco maior é sempre trazer o time para a decisão, para o jogo, valorizando-o. Dividindo responsabilidades, metas, comemorando e valorizando o trabalho das pessoas. Para mim, tanto na alegria quanto na tristeza, o que faz diferença são as pessoas.

 

INVOGA – Sobre expansão e franquias: atualmente a Chilli Beans é uma das maiores redes de franquias do país. Em qual momento você percebeu que franquear seria uma oportunidade de negócio? E como tornou sua marca forte e desejada tanto pelos consumidores quanto para quem quer empreender?

Caito: O Brasil é um país muito preparado para a franquia. O próprio sistema tributário incentiva isso. Quando você tem parceiros muito bons que exercitam e desenvolvem as marcas nas regiões aonde eles têm respeito e conhecem a cultura local de forma mais forte, você tem uma maior rapidez no processo. Percebemos isso e colocamos gasolina nisso e graças a Deus, estamos com quase 1mil lojas porque temos parceiros muito legais e que nos ajudaram a construir a marca. E acho quanto ao desejo gerado pela marca, é mais uma vez, sobre a verdade. Os temas, as personalidades dos produtos, do time. Isso tudo teve uma importância muito grande nessa conquista do carinho do brasileiro. A  honestidade, a verdade, o cuidado e respeito ao cliente são fundamentais também.

 

 

INVOGA- Sendo um dos participantes mais consagrados do ‘Shark Tank Brasil’, na sua opinião, qual perfil de negócio que vale a pena investir? Quais os diferenciais que um negócio precisa?

Caito: O que faz meu olho brilhar como investidor é justamente o brilho do olho do empreendedor em relação ao negócio dele. Quando ele traz uma verdade – e até um pouco de uma certa inconsequência – e ele acredita no negocio dele. Claro que o negócio dele tem que ‘parar em pé’ (se sustentar) mas pra mim, quando sinto empatia pela pessoa e vejo a verdade no sonho dela pelo brilho do seu olhar, me atraio bastante.

 

INVOGA- Você acabou de lançar um projeto incrível que irá ajudar muitos empreendedores com os seus negócios. De que forma a sua atuação no “Sócio por um dia” irá te aproximar de tantos donos de negócios que estão sem um norte nesse momento?

Caito: Eu acho que uma das coisas mais importantes nesse momento – e é um dos motivos pelo qual lancei esse projeto – é porque eu vi muitos empreendedores perdidos e precisando de uma luz, um norte. Acredito que quando exercitamos a prática e não somos um “empreendedor de palco” e sim alguém que divide suas experiências da prática do dia a dia,  sinto que posso me aproximar e ajudar no negócio.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.