Suzi Pires estreia comédia “De Perto Ela Não É Normal” nos cinemas e streaming com elenco de peso

 

Vamos combinar? De perto ninguém é muito normal. Suzie, personagem de Suzana Pires, até tenta, mas manter o equilíbrio na vida contemporânea é uma tarefa árdua. No meio de uma crise, ela sai pelas ruas de Copacabana vestida de camisola vermelha e, desesperada, mergulha na Lagoa Rodrigo de Freitas.

Assim começa a comédia De Perto Ela Não É Normal que chega aos cinemas no dia 29 de outubro e será lançada em formato multiplataforma: a partir do dia 5 de novembro, pelo selo Première Telecine, estreia simultaneamente no Telecine Premium e no streaming da rede. O longa também estará disponível a partir do dia 5 para aluguel em outras plataformas digitais, como Now.

Com direção de Cininha de Paula, o filme é estrelado por Suzana Pires, que interpreta três personagens (Suzie, a mãe e a tia) e tem grande elenco, com nomes como Angélica, Ivete Sangalo, Marcelo Serrado, Samantha Schmütz, Henri Castelli, Heloísa Perisse, Gaby AmarantosIsak DaHoraMarcos Caruso, Ricardo Pereira, entre outros.

De Perto Ela Não É Normal é uma adaptação do monólogo homônimo, escrito e estrelado por Suzana, e que é um sucesso de público e crítica. A peça percorreu o país, levando mais de 500 mil pessoas ao teatro. Suzana Pires (coautora, com Walter Negrão, de novelas como “Sol Nascente” e “Flor do Caribe”) agora assina o roteiro do filme, em parceria com Martha Mendonça e Renato Santos.

Rodado no Rio de Janeiro, em agosto e setembro de 2018, De Perto Ela Não É Normal – que teve orçamento total de R$ 7 milhões – tem como locações pontos turísticos tradicionais da cidade, como a Lagoa Rodrigo de Freitas e o calçadão da Praia de Copacabana. A produção é da Escarlate Conteúdo Audiovisual, com coprodução da Globo Filmes, distribuição da H20 Films e produção associada de Carlos Diegues.

 

Cláusula de Inclusão: O filme é a primeira produção brasileira a formalizar o comprometimento com a cláusula de inclusão (“inclusion rider”), que ficou mundialmente conhecida após o discurso de agradecimento da atriz Frances McDormand no Oscar de 2018. A medida, adotada pela produtora Escarlate em todas os seus eventos e projetos em desenvolvimento, determina um nível de diversidade de gênero, racial e de portadores de deficiências tanto no elenco quanto na equipe técnica.

“Diversidade e inclusão são temas seríssimos para mim. É preciso quebrar estas barreiras. Trilha sonora, por exemplo, no Brasil, só tinha homem fazendo, e a Gaby Amarantos nos ajudou a encontrar a Anna Tréa. Não é fácil mudar o padrão no mercado e é preciso estar comprometida. E foi incrível, descobrimos talentos na parte técnica”, diz Suzana Pires.

 

SINOPSE

Aos 40 e poucos anos, Suzie (Suzana Pires) tem exatamente a vida tradicional que sua mãe, Neide (Suzana Pires), sonhou pra ela. Mãe de duas filhas crescidas, Suzie é casada com seu amor de infância, Pedrinho (Marcelo Serrado), um homem preguiçoso e sem opinião própria manipulado pela mãe, a rabugenta Dora (Cristina Pereira), que mora com eles. Sentindo-se infeliz num casamento monótono e pressionada por tudo e por todos, Suzie não consegue mais se enxergar como a menina sensível e criativa que foi na infância. Quando reencontra sua Tia Suely (Suzana Pires), uma mulher livre e decidida, ela resolve dar uma guinada na vida.  Baseado na peça de sucesso escrita e estrelada por Suzana Pires, o filme mostra a jornada de Suzie em busca de si mesma. Brasil, 2020, 85 minutos, comédia.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.