IDADE NÃO É DOCUMENTO!

“Fashion, beauty, travel, lifestyle. Colorindo a vida”. Assim como define na bio de seu Instagram, Maria Vitória Bussade Braz parece ter herdado em sua genética a alma de artista com seu olhar afiado para a estética e design.

 

Impulsionada por seu sonho de criar ações utilizando a moda como ferramenta para ajudar causas que acredita, Maria, primogênita de Silvia Braz, uma das maiores influencers fashion do país, é a nossa #Persona da semana. Aos 19 anos, ela realizou sua primeira colab com Rosana Bernardes, trazendo o aspecto ‘cool, fresh’ que sua geração tem sob o olhar de quem já entende muito bem do assunto em anos de carreira, como Rosana, que está no mercado desde 1984. Os acessórios desenvolvidos refletem o bom gosto e talento de ambas as personalidades fashion e que, juntas, parecem ter juntado o melhor de cada geração e resultado em peças incríveis. “Essa coleção foi pensada pra iluminar e colorir a vida através de acessórios, que são minha verdadeira paixão. Foi um trabalho que me realizou e foi muito especial porque consegui colocar um pouco do meu universo e da minha personalidade em peças de uma marca que acredito e uso há anos”, disse Maria sobre o trabalho com Rosana. Inspiração, criatividade e renovação: confere nosso bate-papo para saber mais sobre o universo de Maria, que já sinalizou: “Tenho tantos sonhos que acho que nem caberia aqui.” Pra gente, cabem todos os sonhos do mundo, Maria!

 

INVOGA: Como foi viver a experiência da sua primeira collab com uma marca comandada por alguém de uma outra geração?

 

MV: Eu achei maravilhoso. Aprendi tanto com a Rosana… ela é mulher incrível, tem uma marca de 35 anos e um repertório de moda surreal. Acredito que foi um aprendizado. Não tivemos dificuldade nenhuma de comunicação, pois, apesar da Rosana ser de outra geração, é uma pessoa que se adaptou a esse novo mundo de tecnologia, então, fazíamos calls pelo zoom e trocávamos mensagens quase todos os dias!

 

INVOGA: Quais são os maiores aprendizados que você considera ter tido com esse trabalho?

 

MV: Acho que aprendi o quão importante é colocar a minha essência em tudo que eu produzo. Eu me dediquei 100% pra essa coleção, queria que tudo tivesse a minha cara, que fosse jovem e fresh, combinando com o meu estilo, que é o que os meus seguidores gostam de ver e consumir. E o feedback que eu tive foi incrível, várias peças esgotaram algumas vezes depois de várias reposições, e isso me fez enxergar que era exatamente aquilo que o meu público queria e não existia igual no mercado. Era autêntico e tinha o meu DNA.

 

INVOGA: Quais são as maiores influências que você tem na construção dos seus referenciais estéticos?

 

MV: A minha primeira referência de moda com certeza foi a minha mãe, que eu cresci pegando roupas emprestadas e admirando muito. Sempre fui uma pessoa muito ligada a arte, e essa sempre foi uma grande fonte de inspiração pra mim. Ultimamente, estou muito ligada na moda escandinava, que está com tudo! Sigo várias influencers de lá!

 

INVOGA: O que você almeja e visualiza em seu futuro profissional?

 

MV: Eu me imagino consolidando cada vez mais o meu trabalho, construindo uma trajetória que eu me orgulhe. Quero muito tornar o meu trabalho uma ferramenta de transformação social. Esse é um grande sonho que tenho pra conseguir ajudar causas que acredito tanto.

 

INVOGA: O que te inspira? Você tem algum tipo de processo criativo?

 

MV: Tem duas coisas que me inspiram, arte e natureza. Me sinto muito bem perto do mar ou dentro de um museu. É uma paz surreal pra mim. Meu processo criativo vem de pesquisas e momentos sozinha, gosto muito da minha própria companhia e acho super importante termos momentos só nossos.

 

INVOGA: Sua família: as mulheres que te rodeiam, são inspirações constantes no seu dia a dia?

 

MV: Com certeza. As mulheres que me cercam são mulheres fortes e inspiradoras. Minha mãe construiu uma carreira incrível e admirável no mundo da moda e da comunicação. Minha avó e minhas tias são médicas e sempre trabalharam muito… meus exemplos são de mulheres grandes e inteligentes.

 

 

INVOGA: O que você aprendeu com a Rosana e o que acha que a ensinou, nessa troca?

MV: Percebo que a minha geração acha que tudo é muito simples e rápido, queremos tudo pra ontem. Aprendi que existem processos grandes dentro da elaboração de uma coleção com trabalhos manuais tão minuciosos e bonitos. Com certeza o que eu levei pra Rosana nessa troca foi a explosão de cores que ela não ousava em usar, e eu bati o pé e quis fazer. Acredito que consegui levar um ar mais jovem e fresco pra marca.

 

INVOGA: Quais os seus lugares preferidos no mundo?

MV: São Paulo é o lugar que eu moro e que me inspira diariamente. Acho que as pessoas tem mania de acreditar que quem mora aqui nunca está satisfeita, está sempre trabalhando loucamente e em busca de algo, e eu adoro esse tipo de pessoa que busca o tempo inteiro, incansavelmente. Pra mim, isso é uma qualidade, essa coisa ambiciosa que só São Paulo tem. Me inspira a tentar ser melhor todos os dias. Um outro lugar que amo no mundo é Paris, que sinto o oposto do que sinto em São Paulo. Lá, parece que o tempo para, me sinto em um livro de história, conhecendo cada ponto da cidade que estudei nos livros do colégio.

 

INVOGA: Quais suas expectativas para trilhar caminhos no empreendedorismo?

 

MV:  Eu cresci vendo meu pai empreender. Ele é empresário do ramo de transporte e concessionárias, e sempre foi um grande exemplo pra mim de honestidade e trabalho duro. Aprendi e aprendo diariamente os caminhos corretos do empreendedorismo. Ele me ajuda em, literalmente, tudo relacionado ao meu trabalho. Espero que eu consiga ser tão correta quanto ele é, traçando um caminho bonito no mundo empreendedor. Por enquanto, minhas expectativas estão em criação de colaborações com marcas que acredito e gosto muito, mas quem sabe um dia não crio minha própria marca? É um sonho ainda, mas acho que para empreender sempre começamos dessa forma, sonhando.

 

INVOGA: O que você acha que é necessário para uma mulher de sucesso ter em sua carreira como empreendedora?

 

MV: Eu cresci sendo uma menina feminista, vendo minha mãe, avós e tias sempre ocupando papéis relevantes, sempre se impondo, com opiniões fortes e contundentes. Sou cercada de mulheres fortes e inteligentes, então o que acredito ser necessário para ser uma mulher de sucesso em qualquer área que tiver vontade é não deixar de batalhar pelas suas oportunidades. As mulheres que eu conheço construíram suas carreiras buscando oportunidades, ou seja, estudando, correndo atrás. Não deixe que te diminuam, nunca!

 

INVOGA: Mesmo jovem e no início de uma trajetória que com certeza proverá muito sucesso, queremos saber quais seus sonhos e aspirações?

 

MV: Eu sou estudante de Direito, estou no 4° período e minha faculdade é uma escola de negócios, então, pretendo me formar, pra ter uma bagagem boa de aprendizados, tenho vontade de estudar fora pra aprender alguma língua nova… tenho 19 anos, então, acredito que tenho um caminho longo pela frente pra ser percorrido. Tenho sonho de criar alguma ação que utilize a moda como ferramenta social pra ajudar causas que eu acredito… tenho tantos sonhos que acho que nem caberia aqui.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.