José Victor Oliva deixa presidência da Holding Clube e sócios assumem a operação

Profissional assume conselho de administração do grupo que reúne oito agência

Após 30 anos à frente das principais ações de entretenimento do Brasil, José Victor Oliva deixa a presidência da Holding Clube e passa a liderar o conselho de administração do grupo, que reúne oito agências, entre elas Banco de Eventos, Samba, Storymakers, RODA e Cross Networking. Quem assume a operação do grupo são os sócios Márcio Esher, Priscila Pellegrini, Ju Ferraz, Fábio Brandão e Fernanda Abujamra. Já Tati Oliva, da Cross Networking, assume posição no conselho administrativo da Holding Clube.

 

Experiência na pandemia

Durante a pandemia, Zé, como é conhecido, acompanhou de perto a criação do Holding Lab, o hub de inovação do grupo, e a concepção de projetos digitais como o All In At Home – evento proprietário que conectou profissionais de diferentes áreas para refletir sobre as perspectivas da criação de experiências de consumo.

“Eu sempre busquei me manter cercado de jovens e gente competente. O grande barato do meu negócio é justamente estar rodeado de quem é melhor do que eu. Já venho me afastando da operação das agências gradativamente, e sei que estamos no caminho certo com essa nova geração de líderes da Holding Clube. Este é um novo capítulo na história do grupo, focado na integração entre os times das agências e no olhar estratégico para a inovação e a tecnologia”, destaca José Victor.

 

Ju Ferraz, uma das sócias, agradece a confiança do executivo e todo o time da Holding Clube.“Tenham a certeza que a gente vai seguir fazendo o que a gente sabe fazer de melhor, pensando fora da caixa, criança novos formatos, novas estratégicas e elevando o nível do live marketing no Brasil e no mundo”, celebra a executiva que atua como diretora de novos negócios e RP do grupo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.