GUIA DE INSIDERS

Um Guia de viagens para todos os estilos! confira. 5 viajantes mostrando o melhor de cada lugar.

ASPEN POR ADRIANE GALISTEU

 

 

 

“Descobri que Aspen também é uma belíssima opção para quem não gosta de esquiar, pois é um lugar onde você pode buscar as melhores massagens, fazer academia, um retiro de leitura, enfim, aproveitar o dia de várias maneiras enquanto a família esquia”.

 

 

 

 

Adriane Galisteu com o filho Vittorio,8. E o Marido Alexandre Iódice.

 

Stay: o melhor lugar para ficar em Aspen com criança não é exatamente em Aspen. É em Snowmass, então, a gente acabou ficando lá. O hotel onde ficamos, o Viceroy, é ski in e ski out. Tem um lounge de ski perfeito e quatro piscinas que ficam do lado de fora, com neve em volta, numa temperatura ideal, deliciosa.

Eat: O White House tem o melhor sanduíche de rosbife que eu já comi na vida, aqueles de transformar seu dia e deixar saudade. Para mim, ele está na lista dos top5 do mundo.
Visit: No final, para fechar com chave de ouro, nada como uma experiência em uma das cabanas que ficam no topo das montanhas. A gente foi para uma no topo das Highlands, que sobe de trator. Jantamos lá e foi espetacular! Jantar com menu fixo, mas imperdível, principalmente pela experiência única de estar ali.

 

 

 

 

COURCHEVEL POR ALETÂNIA OLIVEIRA

 

 

 

 

“Amo principalmente – mas não apenas – pelo seu charme. Lá, é possível encontrar ótimos restaurantes nomeados, as pistas são ótimas, o centrinho é rico em lojas de grifes, gente linda passando por toda parte. Enfim, ficaria horas (e apreciando) em Courchevel”.

 

 

 

Stay: Gosto muito no hotel Lê K2 Altitude, que tem um Spa maravilhoso.

Eat: O Lê Folie Douce é um restaurante na pista de esqui que vira balada depois. Sempre tomo a sopa de cebola, um clássico. E para sair à noite, comer uma boa comida, depois se jogar na balada com música ao vivo, o Lá Mangeoire é uma ótima pedida. Vá com turma, que a diversão é garantida!

Visit: Um passeio bacana é passear pelo centrinho e depois se deliciar com um chocolate quente.

 

 

 

TÓQUIO POR ANA ZAMBON

 

 

 

“Tive o privilégio de visitar duas vezes o Japão e sempre me perguntam como é. Para mim, é um show, um espectáculo que eu vou para assistir, aplaudir e pedir bis”.

 

 

 

Stay: O Palace Hotel Tokyo fica em frente ao Palácio Imperial, onde mora a monarquia japonesa. O prédio é da década de 30 e possui uma atmosfera que mistura muito bem a modernidade da cidade e a história do Japão. Outro espetáculo à parte são os doces servidos com os mais deliciosos e perfumados chás no pôr do sol de frente ao parque.

Eat: Na rua mais cheia da cidade, Omotesando, no 8 andar de um prédio, está o Bills, um café que vive cheio de gente bonita. Como os japoneses são perfeccionistas, tudo que eles aprendem executam com perfeição, então os doces são melhores do que os de Paris. Pode acreditar!

Visit: O Nezu é um pequeno museu no coração do charmoso bairro Aoyama, com arquitetura de Kengo Kuma. São peças da história do Japão e um jardim com casas antigas que podemos entender como viviam e moravam os orientais no século passado

 

 

 

 

 

 

 

 

ISRAEL POR BETA WHATELY

 

                                                                       

 

                “Israel é um país que, além de suas belezas culturais e naturais, histórias e religiosidades, tem um mix de modernidade com o antigo, de alta gastronomia com ingredientes saudáveis, um povo solicito e acolhedor… Sem falar em como a energia daquele pedaço de terra no mundo nos envolve e conecta com a fé. Tanto que, depois de alguns anos, retornei a Israel com meu filho para “batizá-lo” no Rio Jordão.

 

 

 

 

 

 

Stay: Em Tel Aviv fiquei hospedada no hotel David Intercontinental (hotel grande, de rede, mas com ótimos serviço, café da manhã e quarto). Já em Jerusalém, recomendo o hotel Mamilla. Moderno, maravilhoso, com quartos luxuosos e um atendimento impecável.

Eat: Em Tel Aviv: Oasis, Messa, Toto, Kitchen Market, Taizu… são infinitas opções de restaurantes!

Visit: Turistar de carro, saindo de Tel Aviv até Jerusalém. TEM que conhecer Belém! Se possível, também passe por Jericó, Galiléia, Rio Jordão e Masada. Apenas veja se não está havendo algum conflito e pegue um guia que o auxilie na “travessia”.

 

 

 

ST. MORITZ POR BETO PACHECO

 

 

“Eu sempre sonhei em conhecer a Suíça, e St. Moritz ficou na minha cabeça desde que vi a imagem de Audrey Hepburn na neve. Dizem que era o destino preferido dela. Juntei a essa lembrança a vontade de conhecer a Suíça e uma estação de esqui”.

 

 

 


Stay: Eu me hospedei no Kulm Hotel. Como era minha primeira vez em St. Moritz e eu não queria dirigir, escolhi por ser um Hotel supercentral, que fica perto de restaurantes, lojas, cafés… E ainda tem um Spa maravilhoso!

Eat/drink: Um dos bares imperdíveis com certeza é o Baracca. Ele é como se fosse uma cabana de montanha bem tradicional que começa como restaurante e acaba numa superfesta.

Visit: Um passeio mais turistão que eu nunca imaginava que eu fosse gostar e que eu pirei foi o passeio de carruagem que você faz pelo Vale do Engadin. Parecia que eu tava no filme Nárnia, com todasaquelas árvores e tudo coberto de neve! ço poucas pessoas que já estiveram lá.

 

 

 

 

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.