PLOGGING E TRASHTAG: TENDÊNCIAS NAS REDES SOCIAIS QUE PODEM AJUDAR O PLANETA

Fenômenos da internet estão melhorando a aparência das vias públicas

Pessoas ao redor do mundo estão indo às ruas por uma boa causa: a preocupação com o meio ambiente. O plogging e a #trashtag são duas tendências que estão fazendo o maior sucesso na internet e têm um cerne em comum:  recolher o lixo das ruas.

O plogging surgiu na Suécia por meio de uma publicação no Facebook da ambientalista Erik Ahlström. A ideia é coletar lixo das vias públicas enquanto faz caminhada. O conceito tomou grandes proporções e milhares de pessoas ao redor do mundo aderiram à essa atividade física sustentável. Além da caminhada, é possível realizar outros tipos de exercícios com a nova tendência sustentável, como escaladas e corridas.

Maria Constantino, engenheira ambiental e idealizadora do blog e Instagram Maria Virou Eco, já é adepta ao plogging e está sempre compartilhando essa experiência nas redes sociais. “Tenho me esforçado para conscientizar e ensinar o maior número possível de pessoas sobre excelentes práticas ambientais que ajudam o planeta, deixam a  vida mais fácil e, acredite, são muito mais gostosa! O Plogging é exatamente isso, uma forma “diferentona” de praticar exercícios e, ao mesmo tempo, ajudar  o planeta”, explica Maria.

Assim como o plogging, o “Trashtag Challenge” surgiu nas redes sociais com o objetivo de limpar as praias, parques, praças e vias públicas. Para cumpri-lo, basta ir até um local cheio de resíduos, limpá-lo e postar uma foto do antes e depois. A hashtag chegou a viralizar, fazendo com que pessoas do mundo todo aderissem à “moda sustentável”.

Ideias como o desafio da #trashtag e a nova modalidade física chamada plogging são importantes para conscientizar a população do quanto de lixo e plástico é descartado e como nós temos o poder de mudar nossos hábitos, pensando no bem estar do planeta. “Nós não  temos noção da enorme quantidade de lixo que geramos diariamente. Durante minha jornada como engenheira ambiental, me dei conta de que a educação sobre a seriedade de tratar bem a natureza é algo que está em falta na grande maioria da população, mas essas tendências ajudam a conscientizá-los”, pontua Maria.

Sobre Maria Constantino

Engenheira Ambiental formada pelo Centro Universitário Senac, extensão universitária em Gestão Ambiental Empresarial pela FGV e pós graduada em Direito Ambiental pela PUC. Maria Constantino trabalhou em acampamento ambiental, gerenciando a preservação da mata nativa e criando atividades para conscientização das crianças. Também atuou  na área comercial de projetos em 3D, adequando as tecnologia sustentáveis em empreendimentos comerciais. Maria foi a responsável por regularizar a área ambiental das empresas de logística do grupo CMP em todo o Brasil, desde a legislação ambiental até projetos como lixo zero, passando por cursos e palestras de conscientização ambiental. Hoje ela atua na área de mobilidade urbana e logística.

Em 2018 criou o blog e Instagram Maria Virou Eco para levar informações e ajudar as pessoas, quebrando paradigmas e mostrando que ser eco não é um bicho de sete cabeças, afinal com pequenas práticas no dia a dia, você pode fazer a diferença na sua vida e no planeta.

Instagram: @mariaviroueco

Site: https://mariaviroueco.com.br/

YouTube: https://bit.ly/2XNH3Ux

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.