ALIMENTAÇÃO: DICAS PARA VIVER EM EQUILÍBRIO

É preciso se aceitar para não desencadear traumas. Dessa forma, fica mais fácil identificar falhas e melhorarmos. As férias estão aí, e o corpo é um reflexo dos alimentos que foram consumidos durante todo o ano, então, que tal ser o reflexo de uma pessoa preocupada em estar cada vez melhor, praticando uma atividade física e se alimentando de forma saudável? 

Pôr uma regata, curtir plenamente a praia, correr, namorar, e até eventualmente me permitir uma bela massa. A alimentação correta é fundamental para promover esse equilíbrio. Quando você alia alimentos certos, atividade física, suplementação adequada (quando necessário) e um tempo para a meditação, seu corpo constrói alicerces para ter uma excelente saúde. 

 

Viver bem não é viver nos radicalismos. Fuja deles. Viver bem é evitar aqueles alimentos que fazem mal. Você pode substituir o pão branco por um integral, um refrigerante por um suco natural ou água de coco. Opte por alimentos mais naturais. Na dúvida, se questione: “existia isso na época do meu bisavô?”. Os alimentos modernos são repletos de aditivos químicos que engordam ou agridem seu intestino, interferem na saúde da microbiota. Sim! Temos bactérias no intestino e precisamos delas. O que você ingere é o que possibilita que as bactérias boas ou ruins se nutram e cresçam. Apostar, especialmente, em alimentos naturais e integrais cria um ambiente propício para o desenvolvimento de diferentes tipos de bactérias boas, melhorando pele, saúde intestinal, humor e vitalidade. 

Falo sempre aos meus pacientes

“Vida social, eventos, ninguém escapa deles! Mas, na dúvida, faça a refeição antes de sair de casa. Você não vai sentir fome e vai apenas beliscar uma coisa ou outra”.

A gente não pode consertar o passado, mas escrevemos um presente e conseguimos colher maravilhas no futuro. 

Quer mudar, ter outro estilo de vida? Comece anotando essas dicas que eu separei para você e as coloque em algum lugar que você tem o costume de passar e visualizar sempre. 

1 Não mascare sua sede. É água que refresca. 

2 Fome? Fruta com casca + castanhas (10, no máximo, sem exagero!). 

3 Diminua a ingestão de carboidratos refinados, como pães e massas. 

4 Aumente a ingestão de vegetais. Descubra aqueles que considera mais saboroso. 

5 Esqueça o fast food! 

6 Não tome refrigerantes. Tem dificuldade? Comece com os “zero”, depois vá progredindo para a água gaseificada com sumo de limão, depois um suco ou uma água de coco. 

7 Tem acne, rinite, crises de espirros constantes? Diminua o consumo de leite de vaca. Soja pode? Nossa soja, assim como nosso milho, é toda transgênica. Consuma os de castanhas ou coco. 

8 Retire o açúcar refinado. Troque pelo demerara, depois mascavo e vá diminuindo a utilização deles gradativamente, até seu paladar se adaptar ao sabor do alimento, e não ao sabor doce. 

9 Pratique atividade física e meditação regularmente. 

10 Conte comigo, nutricionista, para colocar tudo isso em prática! 

Seja agora a sua melhor versão! Dê esse presente a você construindo um material excelente para viver as melhores experiências da sua vida e conte comigo! 

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.