FHITS É CAPA DA EDIÇÃO 37 DA INVOGA

Alie Ferraz e seu time FHits fotografaram para nossa edição 37 em Paris e São Paulo. Duas capas cheias de personalidade

E foi com muito disso: força – para criar, para crescer, para influenciar, que Alice Ferraz tornou o seu FHits uma das maiores plataformas digitais de conteúdo do mundo. Mantendo em seu casting um seleto time de influenciadores, a mídia house consolidou seu nome no mercado fashion mundial com o olhar visionário de sua fundadora e com o desejo de empreender de mulheres inspiradoras. Fazendo uma ponte aérea São Paulo/Paris, Alice, Paulinha Sampaio, Nicole Pinheiro, Raissa Santana, Lala Noleto, Maria Frering, Silvia Braz e Luiza Sobral clicaram nossa cover em um shooting em que não faltaram estilo, likes e protagonismo feminino.

 

FHits por Alice Ferraz

Alice Ferraz // foto João Viegas

inVoga: Sua expertise no mercado de moda tem mais de 20 anos – primeiro à frente da Ferraz Moda e, há sete anos, no comando da digital midia house mais bem sucedida do Brasil: o Fhits. Como foi acompanhar essa transformação não só dos meios, mas também da lógica de consumo, e em que momento você enxergou o potencial pungente do digital? 

 

Alice Ferraz: Eu acredito que estamos em constante transformação e vejo isso de maneira muito positiva. Isso vale para tudo, na vida pessoal, e não poderia ser diferente na profissional. Não tenho medo das mudanças e acho que por isso consegui antecipar a maneira de criar um plano de comunicação estratégico para os meus clientes. Eu vi dentro da minha própria agência surgir a demanda de ampliar os canais de comunicação entre marca e consumidor, e foi assim que decidi inovar e criar o Fhits, a primeira network multiplaforma de moda e beleza do Brasil.  Nunca houve um momento tão positivo para a criatividade, a estratégia, o conteúdo e, também, a oportunidade de as marcas se relacionarem de maneira direta e verdadeira com seus clientes. As marcas possuem uma voz, e uma voz super ativa. Essa ampliação dos canais de comunicação por meio das mídias sociais só veio para agregar e trazer ainda mais relevância para os bons profissionais da área.

in: Ano após ano, você se consolida na lista do Business of Fashion como umas das 500 pessoas mais influentes do mercado da moda no mundo. A pergunta é clássica, mas, a que se deve tamanho sucesso como empresária da indústria fashion? Quando você percebeu que seu plano de negócios com o FHits era uma tendência e estava dando certo? 

AF: Tudo se deve ao meu trabalho e à minha dedicação. Primeiro segui meu feeling, mas depois fui fazendo uma imersão no mercado de tecnologia e vi que estava no caminho certo. Usei toda minha experiência na moda e comunicação para ir além e ser mais do que um veículo de mídia, trazendo estratégia e storytelling para cada ação com meu time de influenciadoras. Percebi que estava indo na direção correta quando fui chamada para palestrar no Google no Vale do Silício e apresentar o case Fhits ao lado de grandes referências internacionais.

in: Seu olhar visionário te fez ser pioneira, e você, de certa forma, desenvolveu o nicho de mercado que o FHits domina. O que te fez apostar na moda e, mesmo com tantos ciclos, altos e baixos, o que te faz permanecer e acreditar?

AF: Sempre amei moda, e faz parte da minha vida. Nunca me vi trabalhando em outro mercado. Mas entendo que moda não é apenas roupas e acessórios. Entendo que moda é tudo que gera desejo e, acima de tudo, um business. Por isso nunca deixei que ninguém falasse sobre moda de maneira fútil, porque não é. É um negócio sério e que movimenta uma cadeia produtiva e relevante para o nosso país.

in: Você não só influencia pessoas como tem o dom de enxergar esse mesmo potencial em determinadas pessoas. O que é, atualmente, ser uma influenciadora digital e o que é necessário para alguém fazer parte do FHits? Existe uma fórmula? Pré-requisitos?

AF: Minha fórmula sempre será trabalho, trabalho e trabalho. Não existe fórmula. Existe a união de talento, comprometimento e dedicação.

in: Seu livro traz como título Moda à Brasileira. Mas o que seria, para você, essa moda à brasileira hoje? Em que ela se difere e se destaca da do restante do mundo?

AF: A ideia principal do meu livro é democratizar e desmistificar a moda. Para mim não existe “você tem que ter um trench coat pesado” se, por exemplo, você mora em uma região onde é verão o ano inteiro. Eu penso que cada pessoa pode encontrar o seu jeito e criar suas próprias regras para usar a moda a seu favor e ser feliz. Ensino alguns métodos no meu livro que ajudam as pessoas a criarem seu próprio moodboard e seu estilo. A brasileira gosta de misturar cores, tendências e não tem medo de ousar. Acho que isso é o que mais se destaca.

in: Você é, sem dúvida, uma mulher que tomou para si o protagonismo da sua vida e carreira. É assim que você se enxerga? O que, para Alice Ferraz, é ser uma mulher protagonista?

AF: Ser uma mulher protagonista para mim é ser uma mulher com objetivos claros, sem vitimização e que sabe lidar com os desafios e oportunidades que aparecem diariamente. É saber que existirão momentos difíceis, mas que cada um deles trará um aprendizado diferente. Resiliência é fundamental. As mulheres podem e devem acreditar em seu potencial, mas também não existem milagres. É preciso colocar a mão na massa e insistir. Ao longo de mais de 20 anos de carreira posso dizer que  vale a pena.

Lalá Noleto // foto Rafa Eleutério

Lalá Noleto @lalanoleto

“Tenho 11 anos de carreira e estou no FHits desde o primeiro dia. Aprendemos muito juntas durante todo esse tempo, e a plataforma me ajudou a consolidar minha carreira porque trabalhamos com serenidade, verdade e comprometimento. Para mim, ser uma mulher protagonista é saber guiar todos os aspectos da sua vida com harmonia e, com o suporte que recebo do FHits, vou conseguir aliar o maior desafio, que é a maternidade, com os desafios diários da profissão.”

Maria Frering // foto João Viegas

Maria Frering @mariafrering

“Queria começar uma carreira como influenciadora e, através de uma pessoa que admiro muito, conheci a Alice e o FHits. Fiquei realmente impressionada com a forma como a empresa atua – visionária, à frente do seu tempo e articulando estratégia de mercado que vai além de uma midia house. No FHits, estamos sempre pensando em estratégias para alcançar a meta individual de cada um, mas também a meta conjunta. Isso reverbera no meu protagonismo profissional, porque me torna parte de um sonho maior, construído por muitas mulheres brilhantes que estão sempre pensando no futuro da moda e como caminhamos juntas para chegarmos lá.”

 

Nicole Pinheiro // foto Rafa Eleutério

Nicole Pinheiro @nicolepinheiro

Nem imaginava que essa poderia ser minha profissão, mas acredito que uma mulher protagonista faz o seu próprio presente e futuro, ocupando o papel principal nos acontecimentos da sua vida. Então, quando a Alice me convidou para fazer parte do FHits, logo no comecinho do meu blog, há seis anos, decidi aceitar, porque fazer parte de uma das maiores plataformas digitais do mundo é uma honra, e foi muito importante para o meu amadurecimento pessoal e profissional. É um privilégio conviver com Alice e todo o time,  porque são mulheres que admiro e me inspiram!”

 

Silvia Braz // foto João Viegas

Silvia Braz @silviabraz

“Acredito muito que a força feminina é um importante mecanismo de transformação social. Somos guerreiras, temos sensibilidade, resiliência e foi assim – e também com muito trabalho árduo, que Alice Ferraz conquistou o reconhecimento do mercado para o FHits. Entrar para a plataforma foi um passo importante na minha carreira, porque trouxe o viés profissional que essa atividade requer. Agora, meu principal desafio como mulher é conseguir equilibrar todas as demandas, e um questionamento constante que me faço é: sou feliz trabalhando e cuidando da família? Mas sempre me vem a mesma resposta: sim, um complementa o outro e me tornam uma mulher feliz e realizada. Não saberia definitivamente viver com uma coisa só.”

 

Luiza Sobral // foto João Viegas

Luiza Sobral @luizabsobral

“Para mim, ser uma mulher protagonista é estar sempre em ação, seja na vida pessoal ou profissional, e fazer parte do FHits significa estar em um ambiente de troca e aprendizado constante. Lá, podemos contar sempre com um time que busca diariamente entender sobre mercado e vivenciamos experiências, percepções e descobertas que agregam ao trabalho que desenvolvemos no digital. Dessa forma, aprendemos que, juntas, sem dúvidas, somos mais fortes.”

 

Raissa Santana // foto Rafa Eleutério

Raissa Santana @santana_raissa

“O momento em que percebi que tinha me tornado protagonista da minha vida foi quando saí de casa para morar sozinha e conquistei minha independência. O FHits foi fundamental para que eu trilhasse esse caminho, pois, a cada dia, aprendo muito com Alice e esse time de mulheres inspiradoras – e cresço mais ainda como pessoa e profissional. Hoje, o maior desafio de nós mulheres é provar que somos capazes, e vamos conseguir conquistar nosso espaço lutando a favor da igualdade entre os gêneros e trabalhando duro.”

 

Paulinha Sampaio // foto Rafa Eleutério

Paulinha Sampaio @paulinhasampaio

“Sempre enxerguei a feminilidade como uma força, afinal, nós mulheres somos extremamente multifacetadas, conciliamos diversas atividades, equilibramos exigências profissionais e pessoais. E o FHits é a prova disso. A Alice é uma mulher extremamente visionária, que criou a primeira e maior plataforma de digitais influencers do mundo, e é uma honra tê-la como mentora e uma felicidade contar sempre com uma equipe altamente preparada do Fhits. Dá uma pontada de prazer e orgulho ser do Ceará – do Nordeste, e poder representar nossa região mostrando tanta coisa nossa para o Brasil todo.”

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.