DIETA PLANT BASED: O QUE É E QUAIS SEUS BENEFÍCIOS

Desvendamos com a nutri Ana Cristina Wolf os segredos e benefícios dessa dieta

Onde vive? Do que se alimenta? Brincadeira à parte, a dieta Plant-based vem sendo estudada e levada a sério por diversos estudiosos e profissionais, que comprovam por A + B seus incontáveis benefícios à saúde. Dra. Ana Cristina Wolf nos ajuda a entender mais sobre o tema.

Com o nome importado dos Estados Unidos insinua, Plant Based é uma dieta baseada em vegetais e alimentos integrais na sua forma mais natural. E, de acordo com a nutricionista Dra. Ana Cristina Wolf, é bem por aí mesmo. “Se eles forem colhidos de maneira orgânica e em brotos, melhor ainda, pois dessa forma os fitoquímicos do alimento ficam mais concentrados”, acrescenta. Segunda ela, essa alimentação é composta por legumes, tubérculos, sementes, oleaginosas, grãos integrais e leguminosas, excluindo todo e qualquer tipo de alimento de origem animal, como carnes em geral, lácteos e derivados, ovos, além de industrializados e processados, açúcares, óleos, farinhas brancas e outros refinados. Parece restritivo ou impossível pra você? Pois saiba que esse estilo de vida (um dos que mais se aproxima com o dos nossos antepassados, por se basear em alimentos mais simples e menos processados) vem ganhando cada vez mais adeptos mundo afora, principalmente pelos benefícios que traz à saúde e ao bem-estar. Ana lembra ainda que, de acordo com o professor emérito em nutrição bioquímica Dr. Colin Campbell, maior precursor e disseminador dessa vertente, industrializados, lácteos e carnes vermelhas têm sido a grande causa de câncer. Em uma de suas publicações, ele apresenta um estudo que aborda os malefícios do alto consumo de proteína animal e da alimentação atual adotada pela sociedade norte americana. A ênfase da vasta pesquisa realizada por Dr. Campbell é a forte interferência e correlação entre a ingestão da proteína animal e o aparecimento, desenvolvimento e evolução do câncer. A conclusão é que a proteína animal contribui para o aparecimento e desenvolvimento de doenças crônicas (diabetes, hipertensão, cardíacas, etc), autoimunes e dos cânceres (principalmente de mama e fígado).

“A caseína, que compõe 87% da proteína do leite de vaca, é o ingrediente cancerígeno mais significante que nós consumimos”, diz o autor, que é ainda mais enfático ao afirmar que não há nada mais na medicina que chegue perto do que a dieta Plant based poder fazer pela nossa saúde.

Não podemos esquecer o controle do estresse, com meditação, exercícios e muito amor. Pois só assim cuidaremos de nós e do planeta.”

Entre os benefícios, a nutricionista ainda destaca o poder detoxificante, emagrecedor e preventivo, mas recomenda cautela quanto ao equilíbrio dos macro e micronutrientes, uma vez que as vitaminas do complexo B, principalmente a B12, estão presentes nos alimentos de origem animal e há necessidade de uma adequação da dieta, sendo importante inserir vitaminas e alguns suplementos. Ela também sugere a associação da dieta, que contém baixo índice glicêmico, com ingestão de água alcalina como uma boa norma para a saúde plena – tudo, claro, analisado e recomendado de forma individualizada, por um profissional da área.

“Não podemos esquecer ainda o controle do stress com meditação e exercícios, pois só assim, cuidando de nós e do planeta que nos cerca, estaremos cada dia mais perto do nosso equilíbrio com o universo”, finaliza, emando desejos de amor, paz e saúde.

 

 

SERVIÇO

DRA. ANA CRISTINA WOLF

Av. Dom Luís, 1233, Aldeota – Fortaleza, CE

(85)3242.9188/99613.3115

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.